sexta-feira, 2 de novembro de 2012

PASSARINHOS: PÊGA



Este pássaro, conhecido também por primavera, inhapim (Pantanal), rouxinol-de-encontro-amarelo (Amazônia), encontro (Rio Grande do Sul), merro (Paraná), pega, soldado e xexéu-de-banana, tem uma característica curiosa no canto: ele é flautado, mas entremeia com o canto das outras aves a sua própria marca registrada: um chamado curto e grave. Costuma imitar outros pássaros em estrofes improvisadas.

Geralmente, para se alimentar, vive em meio à vegetação da copa ou das bordas. A exemplo de joão-pinto, suga o néctar das flores, abrindo-as ou enfiando o bico.

Às vezes coloca até a cabeça na corola.

Suas flores preferidas são ipê, tarumã, piúva e pombeiro, entre outras espécies.

Conhecido também por ter um corpo longilíneo, com uma cauda não menos longa, tem nas asas algumas penas diferenciadas: castanhas para subespécie valenciobuenoi (Sul e Centro-Oeste) ou amarelas para subespécie tibialis (Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste). Daí o nome "encontro", bem na junção do corpo com as tais asas. 

Em geral este pássaro vive solitário, mas por vezes é visto junto a bandos mistos. No frio, o "encontro" gosta de se aquecer ao Sol, pousado em galhos expostos.

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Família: Icteridae
Género: Icterus
Espécie: I. cayanensis


FONTE: www.animaliavirtual.com.br 
 

5 comentários:

  1. Hoje avistei um em minha chacara na cidade de Pouso Alegre, MG., ave bem rara por aqui.

    ResponderExcluir
  2. Só se alimenta com o néctar ? Quais os alimentos ?

    ResponderExcluir
  3. Hoje avistei um em minha casa na praia no litoral sul de santa Catarina.

    ResponderExcluir
  4. Nunva tinha visto esse pássaro aqui na minha região (Sumaré-SP), mas agora, de vez em quando vejo um par deles por aqui na chácara. Queria plantar alguma planta que os atraem.

    ResponderExcluir
  5. Há dois deles vindo com frequencia em meu quintal, bebendo a água açucarada dos beija-flores, aqui em Porto Feliz-SP

    ResponderExcluir